#

SAMU: SIMESC aciona justiça para garantir que SPDM pague os médicos

O Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina (SIMESC) e o Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde Pública do Estado (SindSaúde) entraram com ação conjunta para arresto judicial de R$ 40 milhões das contas do Estado e da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), empresa que administra e gerencia o SAMU. A ação tem como objetivo quitar todas as pendências resultantes do encerramento do contrato entre os médicos e a empresa.

De acordo com a direção do SIMESC e da sua assessoria jurídica, o Estado é inadimplente junto à SPDM e a empresa repassa este ônus a seus trabalhadores, que não podem sofrer as consequências dessa dupla incompetência.

Junto à Justiça do Trabalho, o SIMESC entrou com ações coletivas para garantir o pagamento em dia dos salários e do 13º dos médicos do SAMU, tendo em vista que os atrasos foram constantes este ano.

Dúvidas e mais informações sobre o assunto podem ser esclarecidas com o escritório Gonçalves de Souza Advogados no telefone (48) 98802-0897 ou pelo e-mail alberto@goncalvesdesouza.com.br.


  •  

EMPREGOS