#

Encontro Sindical reúne médicos e estudantes de medicina em Florianópolis

 Depois de Jaraguá do Sul e Lages foi a vez da cidade de Florianópolis receber o Encontro Sindical promovido pelo Sindicato dos Médicos do Estado de Santa Catarina. Nos dias 23 e 24 de maio dirigentes sindicais, médicos e acadêmicos de medicina debateram a situação da saúde no Brasil e as ações da entidade para 2014.
Com a palestra “O que somos e o que buscamos em 2014”, o vice- presidente do SIMESC, César Ferraresi, destacou a importância do Sindicato intensificar o trabalho em prol da classe e como consequência, em defesa dos pacientes. “Temos que tornar nossa entidade atrativa e isso depende de todos nós. Somos uma equipe e fomos eleitos para defender os médicos e assim precisamos atuar. Somente com empenho seremos fortalecidos”, afirmou.
O presidente do SIMESC, Cyro Soncini, apresentou as propostas do Núcleo Acadêmico para 2014. O objetivo é interagir com os quase quatro mil estudante de medicina do Estado. “Sem convivência não há confiança”, lembrou o presidente.

Momento SIMESC e o cenário político
O programete de rádio Momento SIMESC, veiculado em 15 rádios de 11 cidades do Estado, foi o primeiro assunto debatido no sábado pela manhã. O 1º tesoureiro do SIMESC , Fábio Schneider apresentou alguns programas exibidos, as repercussões na imprensa e lembrou a importância dos programetes. “É uma forma de estarmos sempre presentes na imprensa o que consequentemente resulta na marca do Sindicato mais fortalecida. Nossas cobranças por uma saúde de qualidade e denúncias devem ser intensificadas”, projetou.
Outro assunto debatido no sábado foi a atual situação política do Brasil. O presidente do SIMESC, Cyro Soncini, reforçou que o Sindicato não é político-partidário, mas a discussão da situação política, principalmente no Brasil, é necessária tendo em vista as eleições de outubro. “A categoria médica vive um momento delicado em que governantes tentam jogar suas incompetências administrativas em cima dos médicos. Temos que colocar em prática nossas ferramentas para barrar essa campanha de desvalorização da categoria", destacou Cyro.
Os participantes do evento demonstraram insatisfação com a atual conjuntura política do país e mostraram-se comprometidos e empenhados em lutar para reverter o quadro. “A hora é nas eleições. Não podemos ser pessimistas. Temos que trabalhar e confiar”, lembrou o Tesoureiro do SIMESC, Vânio Lisboa.


  • 5eefa361e6ed4931bba9af540cf3c9b7.jpg
    5eefa361e6ed4931bba9af540cf3c9b7.jpg
  • fd09467c166c47a689aa7694c2891809.jpg
    fd09467c166c47a689aa7694c2891809.jpg
  • e4f55776aea34ee19a75f76c25c4b039.jpg
    e4f55776aea34ee19a75f76c25c4b039.jpg
  • c7cd97f382c94507bbe7b1bfe0e09c85.jpg
    c7cd97f382c94507bbe7b1bfe0e09c85.jpg
  •